Auto-ajuda..

Nem sempre o dia permite ver o sol,
e muitas vezes, a noite esconde a lua,
mas eles estão lá!
Nem sempre a felicidade está exposta,
nem sempre a alegria se manifesta por igual,
por vezes, uma situação que parece ser terrível,
se transforma em um aprendizado de fé,
uma experiência única que transforma a nossa vida,
para melhor e para sempre.

Por isso, não olhe para a superfície das coisas,
busque serenizar a sua mente, acalmar seu espírito
e antes de julgar uma situação ou pessoa,
espere pelo movimento, pela ação.
Tudo depende da nossa visão,
e se você não está bem interiormente,
não poderá contemplar a beleza de nada.

Descubra o sol que habita em você,
deixe a lua interna sair e iluminar o mundo.
Você é luz que pode estar apagada,
sufocada pelo peso dos problemas que você aumenta,
pela dor que amplia coisas pequenas.
Transforme pequenas alegrias
em grandes motivos para celebrar a vida.
Um brinde ao novo Você,
que vai ver o mundo, a partir de hoje, com novos olhos,
olhos de ver, olhos de construir, olhos de amar,
olhos de ser mais você!

Vivendo e aprendendo. Pode parecer clichê, mas é a mais pura realidade. Já mudei vários conceitos, várias idéias, várias atitudes, vários pensamentos... Mas não troquei minha Família, nem meus verdadeiros amigos...os valores aprendidos na infância permanecem os mesmos...
Procuro sempre atravessar os meus limites...Insatisfeita? Talvez. Mas prefiro encarar como falta de conformismo, de comodidade. Alguns me acham ingênua, outros que eu sonho demais. Talvez tenham razão. Talvez não. Prefiro concordar com Fernando Pessoa em que "O homem é do tamanho do seu sonho." Nada é impossível quando você realmente quer e realmente batalha. Sonho muito. Mas é acordada que busco torná-los reais...
Tantas dúvidas, tantos planos, tantas metas, tantos imprevistos... O diploma não é sinônimo de cultura, muito menos de dinheiro...É apenas um trampolim pra você trabalhar naquilo que você realmente quer..
E o que eu quero?Não sei exatamente. Só sei que, por enquanto, preciso viajar...Aprender com as diferenças, quebrar os preconceitos, fazer novos amigos, viver intensamente, valorizar as coisas simples. É importante ressaltar que viajar não é apenas cruzar fronteiras ou países. É parar e perceber que as tuas verdades não são as verdades que todos acreditam. É abrir a mente e ver que o teu "mundinho" não é o mesmo "mundo" que as pessoas vivem e se preocupam. Cada um com sua realidade e com sua tradição. Sem certo ou errado, apenas com diferentes pontos de vista..sem julgamentos, apenas tente compreender...basta respeitar e aprender...
Aprender a se amar e se aceitar, a sorrir, a sentir, a ajudar, a valorizar a tua família e teus amigos...Aprender a aprender..a enxergar a felicidade como a soma de todos os teus momentos felizes..simplesmente notar que "tudo vale a pena se a alma não é pequena"..Aprender que somos eternos aprendizes e que a vida é incerta mas de uma forma ou de outra, sempre está certa...
Quer saber? Na realidade eu realmente "Só sei que nada sei".....mas eu desconfio de muuuitas coisas...
Um beijão!!!!!

Saber Viver

Cora Coralina

Não sei...
Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar
Borboletinha...

A Cobra e o Vagalume
Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vagalume que só vivia para brilhar.
Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada...
No terceiro dia, já sem forças o vagalume parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas?
- Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que vou te comer mesmo, pode perguntar...
- Pertenço a sua cadeia alimentar?
- Não.
- Te fiz alguma coisa?
- Não.
- Então por que você quer me comer ?
- PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR...

Pense nisso e selecione as pessoas em quem confiar.
Cut-Out..


O Bambu Chinês

Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada
por aproximadamente 5 anos - exceto o lento desabrochar de um
diminuto broto, a partir do bulbo.

Durante 5 anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho
nu, mas... uma maciça e fibrosa estrutura de raiz, que se estende
vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída. Então,
ao final do quinto ano, o bambu chinês cresce até atingir altura de
25 metros.

Um escritor de nome Covey escreveu:
Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu
chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode
para nutrir seu crescimento e, às vezes, não se vê nada por semanas,
meses ou anos. Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando,
persistindo e nutrindo, o seu quinto ano chegará e, com ele, virão um
crescimento e mudanças que jamais esperava.

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de
nossos projetos, de nossos sonhos... Apesar de toda a sua altura, o
bambu chinês é capaz de curvar-se até o chão diante de um vendaval.
No entanto, tão logo cesse o vento, ele se reergue e volta a ser
majestoso como sempre.

Para efetivos resultados em nossas ações de cooperação, devemos
sempre lembrar do bambu chinês, para não desistirmos facilmente
diante das dificuldades que surgirão.

Em nosso trabalho, inevitavelmente estaremos diante de projetos que
envolvem mudanças de comportamento, de pensamento e de cultura.
Então, a exemplo do bambu chinês, tenha sempre dois hábitos:
persistência e paciência, pois assim você alcançará tudo o que
planeja!!!

Lembre-se que é preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao
mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão."
Ventava muito...

Esta pequena estória diz tudo...

MEU PAI E A CARROÇA
Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e, depois de um pequeno silêncio, me perguntou:

- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa? Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:

- Estou ouvindo um barulho de carroça. - Isso mesmo, e de uma carroça vazia... Perguntei-lhe, então:

- Como o senhor sabe que a carroça está vazia, se ainda não a vimos? - Ora - respondeu ele

- é muito fácil saber se uma carroça está vazia por causa do barulho.
Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz.


Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, tratando o próximo com grossura, prepotente, interrompendo a conversa dos outros ou querendo demonstrar que é a dona da verdade, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai, dizendo: "Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que ela faz"
"O vento é sempre o mesmo,mas sua resposta é diferente em cada folha".

Cecília Meireles



Hibisco...